Cativa

Você... Usou, traiu, deixou
Deixou de ser, mas não de possuir
Sob a tua guarda- feroz escolta- fiquei
Iludiu, manipulou, mentiu, feriu.
Feriu a ponto de não mais sentir dor
Cada lágrima, tão singular, queimou
Queimou a pele, por dentro corroeu.

Tua identidade era a minha moldura
Uma prisão cercada por muros invisíveis, indestrutíveis

Teu toque minha algema;
Tuas palavras minha venda;
Teu corpo minha política;
Tua existência minha ciência.
Dominação.
Cada poro hermeticamente vedado
A minha privação o teu mundo, a tua felicidade.


Moíra Avelino.

Blogando

O que gosto, o que quero.

Para futucar :

  • eu quis te escrever; dar um jeito nessa vontade de gritar de vomitar de mandar você tomar no cu e nunca mais olhar na minha cara. acho que era só isso que e...
  • Duas pessoas se sentem como sentimos o peso do mundo. Sentadas num banco de praça se enroscam monstruosas Memórias sendo criadas e que um dia virarão históri...
  • De tanto medo de nao ter uma vida inteira ao lado teu acreditei que a vida inteira cabia num minuto e que cada vida inteira de minuto seu também fosse vida i...
  • Existe um jardim nos céus do mundo onde se falam todas as cores e as cachoeiras se derramam entre nuvens. As flores vêm e vão, entre os ventos, entre os te...
  • poética masturbação na intenção dela.
  • Havia uma antiga lenda chinesa que dizia que, uma vez, um jovem inexperiente entrando na idade adulta foi até o topo de uma montanha falar com um velho sáb...
  • E da falta de inspiração nasce a rima, A tortuosa poesia dos dias, Que aparece nas flores da janela, Nas cores da favela. Eu vazia e cheia, Me perguntando se...
  • O barulho das gotas do chuveiro mal fechado pingando pigando pingando me incomoda tanto que é quase eu que escorro pelo ralo da minha paciência. Tortura c...

Companhia

- Nothing sweet - About me

Minha foto
[Ser ou ser, não há questão.] Moka, para os íntimos. www.formspring.me/moiras

Arquivo M.